texto rotativo

"Deputado federal Jorge Solla anuncia construção de novo campus federal em Jequié

 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

 


segunda-feira, 10 de junho de 2024

Solla anuncia construção de novo campus federal em Jequié

Deputado federal encampou luta pela criação dos campi nas cidades baianas, e foi autor do pedido de audiência pública realizada em Jequié, em setembro do ano passado_


Após três anos de congelamento de recursos para o custeio e ampliação de universidades federais, o presidente Lula anunciou nesta segunda-feira (10) a inclusão de mais R$ 3,77 bilhãos do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a construção de dez novos campi universitários em cinco regiões do país. Entre as cidades contempladas, está a de Jequié, no sudoeste baiano.

O deputado federal que encampou nos últimos anos a luta pela ampliação de novos campus da Universidade Federal da Bahia (UFBA) foi Jorge Solla (PT-BA), que comemorou a notícia do investimento na educação nesta manhã.

"É um avanço para a educação na região. Com essa expansão, o governo Lula oportuniza aos jovens de Jequié e municípios vizinhos, a chance de acesso ao ensino superior público e de qualidade. Além de refletir diretamente na empregabilidade e qualidade de vida em geral, é uma medida que evita a evasão dessa nova geração que deixa as suas cidades de origem para estudar em outros lugares", declarou o parlamentar.

O Governo Federal liberou o valor de R$ 600 milhões para as obras de novos campus, classificadas como de expansão. O valor soma-se aos R$ R$ 3, 17 bilhões para a consolidação das universidades federais, que incluem reformas e construções de salas de aula, laboratórios, auditórios e complexos esportivos, refeitórios, moradias e outros, e R$ 1,75 bilhão para construção de novos hospitais universitários.

Solla foi o autor da proposta de audiência pública realizada em 22 de setembro do ano passado, que lotou a Câmara Municipal de Jequié. O evento que aprofundou o debate reuniu professores universitários, o vice-reitor da UFBA, Penildon Silva, Márcio Vasconcelos, diretor da UFBA-IMS em Vitória da Conquista, Luciano Pestana, diretor do IFBA local, o presidente do PT no município, Caio César, o deputado estadual Hassan Iossef, o vice-presidente do Conselho Estadual de Educação, Roberto Gondim, entre outros.

As outras cidades que tem a instalação de um novo campi confirmada são  São Gabriel da Cachoeira (AM), Rurópolis (PA), Cidade Ocidental (GO), Caxias do Sul (RS), Ipatinga (MG), Baturité (CE), São José do Rio Preto (SP), Sertânia (PE) e Estância (SE). 

Cada campi oferecerá seis cursos, cada, para atender 2.800 estudantes. Será necessária a contratação de 388 servidores para cada unidade. O critério da escolha das cidades beneficiadas levou em consideração a baixa cobertura de matrículas no ensino superior público.

"Mais uma prova do compromisso do governo Lula com as universidades federais. O governo vai injetar ainda R$ 400 milhões em verba complementar para os custos e manutenção das instituições, que foram sucateadas nos últimos anos pelas gestões neoliberais que sucederam o governo Dilma Roussef", ressaltou Solla.

Nenhum comentário: