texto rotativo

Doença do Estresse: conheça a Herpes-Zóster que teve aumento de 20% nos casos na Bahia

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

 



 

domingo, 27 de agosto de 2023

WILSON MIDLEJ: REMINISCÊNCIAS DE JEQUIÉ, DE ROBERTO MARTINS, SERÁ LANÇADO NO FELISQUIÉ

O festejado escritor e ativista político Roberto Martins, integrante da programação do evento literário “Felisquié”, fará o lançamento do seu livro de memórias na Cidade Sol.

Justamente na edição do movimento cultural que homenageia o também escritor e poeta, seu amigo, Wali Salomão que se entre nós ainda estivesse, comemoraria na data os seus 80 anos.

Roberto Martins saiu de Jequié para o Rio de Janeiro em 1963, tendo sido eleito vice-presidente da UBES – União Brasileira dos Estudantes Secundários (1963/64). De volta à Bahia em 1983, fixou residência em Eunápolis, continuando a desenvolver sua obra, depois do sucesso de publicações como “Liberdade para os Brasileiros (1978); “A Repressão e a Liberdade no Brasil–Cinco Séculos de Luta” (1984); “O Usurário” (1997), entre outros.

Em seu 9º livro, agora de memórias, Martins começa seu périplo de lançamentos justamente por Jequié, convidado que foi pelo Secretário Municipal de Cultura, Domingos Ailton para o evento que já faz parte do calendário cultural da Bahia.

Neste livro, o autor alinha algumas de suas experiências da juventude em Jequié, quando teve oportunidade de convivência além do poeta, compositor e agitador cultural Wali Salomão, também cultivava amizades como Salvador da Matta, Euclides Neto, com sua irmã, Lucia Martins, Wilson de Oliveira Novais, entre outros intelectuais da região, além de alguns críticos como o filólogo Antônio Houaiss, o historiador Hélio Silva, o presidente da ABI, Barbosa Lima Sobrinho, o escritor e advogado Euclides Neto e o professor, historiador, José Raimundo Fontes, que prefaciaram, criticaram ou comentaram as edições que compõem a sua obra.

São 26 capítulos em crônicas que falam de Recordações da infância; A Torta e a fuga; A praça e o cinema; Doidos de saudosa memória; O marquês de Monte Maggiori; Três mortes prematuras; as peripécias de Vavá Lomanto; Grupo de esquerda; Reorganizando o velho PCB; Quando saí de Jequié; Lembranças dos bordéis de minha vida... Tudo a ver com nossa geração.

Será, sem sombra de dúvidas um dia memorável a palestra seguida do momento de autógrafos de tão esperada obra. Seja bem-vindo, Biribano de Jequié.

Nenhum comentário: