texto rotativo

Doença do Estresse: conheça a Herpes-Zóster que teve aumento de 20% nos casos na Bahia

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

 



 

sábado, 3 de setembro de 2011

Waly Dias Salomão nasceu em Jequié, em 3 de setembro de 1943

Por Wilson Midlej


Foto: Zenilton Meira DRT/BA 1.562


Estimulado por Bené Sena registro mais uma vez o perfil do poeta e pensador, Waly Salomão, também ator, letrista, produtor cultural e diretor artístico. Enquanto Bené rende suas homenagens ao conterrâneo, todos os domingos com o seu “Armarinho de Miudezas” na 104.9 FM de Jequié, daqui registro algumas das suas inúmeras atividades, no dia do aniversário do filho de Dona Bete.

Waly Dias Salomão nasceu em Jequié, em 3 de setembro de 1943 e faleceu no Rio de Janeiro, 5 de maio de 2003.  O poeta, filho de sírio com uma sertaneja, atuou em diversas áreas da cultura brasileira. Seu primeiro livro de poemas foi lançado em 1971, “Me Segura que Eu Vou Dar um Troço”, com textos escritos na prisão, paginados e diagramados pelo artista plástico Hélio Oiticica, seu amigo e sobre quem escreveu a biografia “Qual É o Parangolé”. Depois de lançar Armarinho de Miudezas ganhou em 1997, o Prêmio Jabuti de Literatura com o livro de poesia Algaravias. Seu último livro foi Pescados Vivos, publicado em 2004, após sua morte.

Um comentário:

FC Amor disse...

Amigo este foi um grande Homem!
Grande Waly Salomão.
Vc esta de parabéns pela matéria amigo.
Dr.Lúcio Micheli Brito.